Proposta Pedagógica

O Colégio Notre Dame, possui a filosofia e o compromisso de preparar pessoas para enfrentar os múltiplos desafios do mundo, capacitando-as não apenas no plano cultural e científico, mas investindo também nos âmbitos ético, político e religioso. Assim, pretende colaborar para que seus alunos sejam capazes de reconhecer o bom, o belo e o verdadeiro que cada situação oferece, tendo energia moral para escolher o bem e, por consequência, fazer a sua parte – e quem sabe um pouco mais - na construção de uma sociedade justa e fraterna.

O pressuposto teórico é o socioconstrutivismo, que valoriza a descoberta das estruturas da realidade por um caminho que é provocado pelo mestre, mas desenvolvido pelo aluno. Em vista disso, o Colégio está sempre em processo de aprimoramento da prática educacional, com o objetivo de criar um ambiente educativo favorável ao aprendizado contínuo e transformador, que possua como meta a construção e desenvolvimento de uma pesquisa crítica e estimulante, e, finalmente, que incentive as potencialidades artísticas e esportivas do educando.

O Colégio oferece cursos de Educação Infantil, Período Integral, Ensino Fundamental e Ensino Médio, incorporando à proposta pedagógica de cada segmento quatro parâmetros educacionais fundamentais para a formação do cidadão solidário, ativo e sujeito de sua história.

1. A pessoa que queremos ajudar a construir

O Colégio busca formar, juntamente com a imprescindível ajuda da família, cidadãos atuantes e que sejam capazes de levantar alternativas e saídas coerentes, em consonância aos problemas e necessidades que por ventura venham a encontrar, sem, no entanto, deixar-se de se comprometer com uma prática ética e transformadora no exercício da cidadania.

2. Concepção de currículo

A concepção de currículo inclui desde os aspectos básicos que envolvem os fundamentos filosóficos e sociocognitivos da educação até os marcos teóricos e referenciais técnicos e tecnológicos que a concretizam na sala de aula. O Currículo faz parte de toda a ação educativa da escola que envolve decisões e ações voltadas para a concretização de objetivos educacionais, dentro de uma visão transformadora.

A partir da concepção de educação libertadora, o currículo requer um conteúdo equilibrado, para favorecer o desenvolvimento das múltiplas competências e habilidades necessárias à construção do saber em áreas do conhecimento e promover a interdisciplinaridade, sem negligenciar os aspectos culturais de que o educando já dispõe. Portanto, tal concepção deve destacar o caráter significativo dos componentes curriculares e a abertura ao comprometimento social, decorrente da aquisição dos múltiplos saberes.


3. Concepção de metodologia

A metodologia adotada procura ser significativa, dialógica, dinâmica, problematizadora, questionadora, inclusiva, integradora, possibilitando o desenvolvimento global e favorecendo a pesquisa e a socialização do conhecimento. Além disso, deve acompanhar o desenvolvimento tecnológico educacional e promover situações diferenciadas de aprendizagem. É igualmente importante fazer uso de instrumentos metodológicos adequados e de projetos interdisciplinares que desafiem e propiciem um ambiente de aprendizagem significativa. Isto significa que por meio da reflexão, propicia-se situações para que o aluno realmente aprenda a aprender conhecimentos.significativa, provocadora, inclusiva, integradora, questionadora, e ver o aluno como um todo. Assim, parte do pressuposto de que os projetos e avaliações deveram ser contínuas, estimuladoras dos trabalhos em grupo, de pesquisa, bem como deveram empregar diferentes linguagens, a fim de desenvolver múltiplas competências e habilidades de cada área do conhecimento. Cabe, pois, ao educador, utilizar-se de instrumentos metodológicos adequados (observação, registro, reflexão, avaliação contínua e replanejamento); propor a reflexão (intervenção); elaborar atividades desafiadoras e diversificadas (encaminhamento); criar um ambiente propício à aprendizagem e sistematizar o que foi discutido (devolução/ retorno).


4. Concepção de avaliação

A avaliação é assumida como parte do processo de análise do desenvolvimento das relações sociais, éticas, políticas e pedagógicas, caracterizando-se pela multiplicidade de instrumentos envolvidos na consideração da aprendizagem, pela valorização da capacidade de expressão por meio de linguagens diversificadas. Partindo sempre de um planejamento, a avaliação constitui um processo contínuo e permanente de intervenção, encaminhamento e devolução, pois sua prática implica o refletir, o avaliar e o replanejar. Para isso, a avaliação é contínua, diagnóstica, formativa e estimula as habilidades e competências do educando, mas, sobretudo, o inclui no processo de aprendizagem, à medida que reflete dificuldades e avanços na aquisição do conhecimento. Assim, acreditamos que a comunicação aberta, a transparência, a coerência e a consideração dos limites e possibilidades individuais sejam imprescindíveis. Quanto ao critério de avaliação, o grau de complexidade e especificidade do processo pressupõe um sistema que privilegie a atribuição de conceitos às atividades propostas e que permita a análise do educando em sua singularidade e como agente participativo na construção do saber.